Tá bom, bati muito no Malafaia esses dias, já ia parar, mas aí… Abro o UOL e encontro essa notícia. O sujeito que fez essa matéria é colunista sobre TV, não é teólogo, pastor ou patriarca. Mas achei bastante coerente. Ele não foi sensacionalista, como é de se esperar de grande parte da imprensa, está de parabéns.

Vai aqui um trecho:

O “sócio” de Malafaia na empreitada, Murdock, é pregador conhecido como ferrenho defensor da teologia da prosperidade –aquela que, grosso modo, prega que o fiel cristão pode obter ganhos financeiros e materiais única e exclusivamente através de sua fé, e que essa fé deve ser demonstrada com uma espécie de generosidade para com a igreja com que ele, fiel, frequenta.

Ao doar parte do que tem, o fiel teria uma contrapartida divina garantida, já que “Deus é fiel” (em seu acordo com os humanos).

É o mesmo discurso da Igreja Universal e da Renascer em Cristo, que lançam constantemente “desafios” para seus fiéis, que, quase sempre, resultam na doação de dinheiro para esta ou aquela “causa” da igreja. A IURD, no momento atual, está pedindo e recebendo doações para construir uma réplica do templo de Salomão; a Renascer, para reconstruir sua sede.

Vale a pena ler na íntegra.

viaPastor fracassa ao tentar lançar TV em 150 países – 03/08/2010 – UOL Notícias – Ooops!.

Anúncios