Mulher será indenizada após ser chamada de 'filha do diabo' por pastor - 06/05/2012

Mulher será indenizada após ser chamada de ‘filha do diabo’ por pastor

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC) manteve a condenação de um pastor da Igreja Pentecostal do município de Palhoça, que deverá indenizar por danos morais uma vizinha do templo ofendida durante o culto. A mulher conversava com a filha no portão de sua casa quando foi chamada de “filha do diabo” e que deveria se tratar com Deus. A sentença de 1º grau determinou o pagamento de R$ 1,5 mil. O pastor apelou ao TJ-SC alegando “legítima defesa da igreja e da própria fé que professa” para justificar os impropérios. Disse que a moça costumeiramente debochava dos frequentadores da igreja e que sua atitude foi de defesa contra tais ataques. Nos autos, entretanto, nenhuma testemunha confirmou esse comportamento da vizinha da igreja. Informações Última Instância.

viaBahia Notícias / Justiça / Notícia / Mulher será indenizada após ser chamada de ‘filha do diabo’ por pastor – 06/05/2012.

 

Da minha parte, enquanto pastor evangélico (e Ricardo Gondim nessa hora diz: Uiii! ele é evangélico) acho que surra é pouco para esse pastor.

Explico: ter vizinho crente é o ó (os meus não tem do reclamar), ser vizinho de igreja (onde se reunem miríades de crentes) é o ó à enésima potência. Eu imagino o sofrimento dessa mulher.

O pior, é que esse pastor ainda vai dizer que é perseguição diabólica.

Só fico triste, que aquele livro que fala de amar os inimigos, dar o outro lado ou carregar a cruz, só é levado em conta quando fala da vitória sobre os inimigos e de ganhar dinheiro.

Duvido que esse pastor esteja preocupado com o julgamento do juíz do tribunal de justiça. Provavelmente, está menos preocupado com o juízo do Rei dos reis. Aí, não vai ter indenização que pague pela prática da iniquidade.

Misericórdia, Jesus.

 

Anúncios