Maio 11, 2012, JERUSALEM
Um grupo de extremistas judeus profanou uma igreja Batista com grafite e blasfemias nas paredes. Acredita-se que o ato pode ser parte de uma campanha contra sites cristãos e muçulmanos. Havia pichações em hebraico frases como “crucificá-lo” e “morte ao cristianismo”.

Pastor Al Nucciarone da Igreja Batista de Jerusalém, disse: “Não é apenas o dano, há uma mensagem lá … Obviamente as pessoas não gostam que os cristãos estejam aqui, não gosta nem respeitam Jesus.”

Não é a primeira vez que os cristãos são atacados em Jerusalém. A Casa Batista, no centro da cidade foi atacada em 2007 por vândalos que queimaram cadeiras e hinários no santuário, em 1982 a estrutura de madeira acima foi completamente queimado.

�SUPORTE DE BAIRRO
�No entanto, o ataque tem sido uma bênção para a comunidade. Pastor Charles Koop da Congregação da Rua Narkis diz que é triste, eles sabem que existem extremistas, mas a simpatia dos vizinhos e pessoas de boa vontade tem aumentado.

“As pessoas são muito simpática quando algo acontece. Recebemos muito apoio. Até o meu amigo Barry, um judeu, veio com seu rabino da sinagoga conservadora quando ouviram, ficou indignado e queria chamar o encarregado de assuntos religiosos “, disse Pastor Al Nucciarone.

�GOVERNO DA SOLIDARIEDADE
A polícia está investigando se o vandalismo está relacionado aos ataques ao antigo mosteiro em Jerusalém e à Mesquita.

Dr. Mordecai, funcionário do governo israelense, fez uma visita de solidariedade, “Estou aqui para mostrar meu apoio, minha solidariedade e amizade. Eu acho que represento a esmagadora maioria dos cidadãos israelenses “, disse ele.

 

http://www.protestantedigital.com/ES/Internacional/articulo/14477/Extremistas-judios-profanan-iglesia-bautista-en

Anúncios