amigo

O amigo Jesus: todos precisam de um amigo verdadeiro.

Texto: João 15:13

Introdução

Todos precisamos de amigos. O grande sucesso das redes sociais vem do “uso indiscriminado” das relações pessoais. Hoje os chamados “mendigos de likes” pessoas que precisam desesperadas da aceitação de algum grupo de pessoas tem sido inclusive considerado doença causadas pelo exagero da necessidade de carinho virtual.

Apesar de vivermos na era dos relacionamentos, não vivemos na era do abraço. Infelizmente, também passamos hoje pela era da ausência e da saudade.

E como é importante termos amigos! O homem não foi feito para viver sozinho. É algo tão interessante de se pensar, que o recorde de isolamento é de 42 dias!

Ninguém consegue viver sem se relacionar, há pessoas que precisam até conversar com as paredes (o que não chega a ser um problema, perigoso é quando a parede responde). Até os filósofos podiam ter interlocutores imaginários, não era possível filosofar sozinho.

É fato que se somos alguma coisa somos para alguém: a mãe é para o filho, o professor para o aluno, o pastor para as ovelhas.

Deus é o único absoluto, ele não tem a necessidade do relacionamento, mas ele escolhe se relacionar, criando todas as coisas. Apesar do pecado do homem, para possibilitar um relacionamento saudável e possível ele escolhe se humilhar e se entregar, para assumir a forma de servo.

Não sei se já está claro para você o preço a ser pago para que o absoluto se torne amigo do pecador. Jesus não veio a ser seu amigo porque quer o seu ‘joinha’ nem porque ele precise de um amigo, mas porque ele quis ser o salvador para o pecador.

 

 

  1. A instituição da inimizade. (Por que Jesus precisava se tornar o amigo verdadeiro? Porque a amizade foi destruída)

Para entender um pouco melhor o motivo pelo qual é tão importante e profundo Jesus tratar nesse ponto sobre amizade, vamos voltar ao Éden e tentar desenhar um quadro um tanto interessante. Adão está sozinho, mas isso não é bom. Quando Eva está em tentação onde está Adão? Não sabemos. Mas está claro que depois que “a casa cai” é cada um por si, ou seja, os dois ficam sozinhos. Essa é uma das causas da queda, não houve lealdade na relação, entre os homens e com Deus. A amizade está destruída (Gênesis 3:15 diz que a inimizade está instituída).

Veja só, até os filósofos diziam que o amigo verdadeiro é aquele que está disposto a arriscar o próprio pescoço. Provérbios 27:10 diz que não se abandona um amigo.

Aí está posto o problema, a humanidade se isolou agora é cada um anda por si. O egoísmo é um dos maiores problemas que sofre a humanidade. É por isso que os maiores mandamentos são Ame ao Senhor teu Deus e ao próximo como a si mesmo.

  1. II) A restauração da amizade (Por que Jesus precisava se tornar o amigo verdadeiro? Porque só ele amou a humanidade até o fim)

Nessa situação de inimizade, que é símbolo do pecado e da perdição, é necessária uma intervenção extraordinária. Jesus se apresenta como aquele que vai restaurar a amizade, destruída no Gênesis, e ele faz isso de forma constrangedora.

É constrangedor porque precisamos aceitar que aquilo que ele fez por nós jamais poderemos retribuir. A oferta de Jesus por nossa amizade é simplesmente inatingível! Qual de nós poderia dar a vida por ele, já que ele se entregou por nós primeiro?

Não apenas porque sua oferta é elevada, mas porque ele se rebaixa ao nível de estar de igual para igual com o mais simples. O salvador não impõe sua autoridade de cima para baixo, mas ao contrário, ele olha para nós de baixo para cima.

A proposta da serpente era que os homens se tornariam como deuses se pecassem. A resposta de Deus é que ele mesmo se torna como servo para salvar os homens.

Nesse episódio do texto que estamos considerando Jesus começa lavando os pés dos discípulos. E é nesse contexto que vem o constrangimento, em que Jesus se torna menor.

III) A proclamação da amizade (Por que Jesus precisava se tornar o amigo verdadeiro? Para nos dar o exemplo e para que transmitíssemos isso a outros)

Ele instituiu uma igreja como instrumento para restaurar as amizades e os relacionamentos destruídos. O mundo que caminha para a perdição precisa agora mudar. Esse é o novo mandamento (13: 34 – 35) o nosso exemplo falará por nós.

É isso o que está ilustrado na igreja inicial em Atos dos apóstolos, o amor uns pelos outros. Não os milagres, mas o amor.

Essa é a resposta para um mundo que se perde, hoje quantas pessoas com vidas destruídas, simplesmente porque não tem amor? Nós temos a resposta para mudar isso, e o a ordem para iniciar a mudança. Não há nada mais importante a fazer.

Conclusão:

Por que Jesus precisava se tornar o amigo verdadeiro? Porque as amizades foram destruídas no Gênesis; o pecado destruiu o amor a Deus e ao próximo. Somente um amigo como Jesus poderia mostrar o caminho de volta para o Pai. Ele faz isso sendo o exemplo de amor. Ele amou a humanidade até o fim.

É esse o fundamento da sua autoridade. No que erro que cometeu o primeiro Adão ( o de querer se tornar um deus) Jesus responde se tornando um servo. E agora nós precisamos nos tornar servos uns dos outros. E amar as pessoas como se não houvesse amanhã.

Anúncios